BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

sexta-feira, 19 de junho de 2015

TURMA DE SOLDADOS/1988 - 27 ANOS DE INCLUSÃO NA PMRN


O então Capitão PM MARCOS Rodrigues Pinheiro (hoje Coronel da reserva do Corpo de Bombeiros), comandante da então 3ª Companhia de Polícia Militar do 2º Batalhão de Polícia Militar (hoje 2ª CPM/7º BPM) e diretor do Curso de Formação de Soldados da turma do ano de 1988, da Companhia de Polícia Militar de Patu e os alunos soldados.


Em destaque os Alunos Soldados VIEIRA (hoje Subtenente), BATISTA (hoje Cabo reformado) e AURÉLIO (Cabo da Reserva Remunerada), que foram respectivamente o 1º, 2º e 3º colocados no concurso.

Há exatos 27 anos atrás dava-se início uma nova etapa na vida de 45 homens, que naquela oportunidade resolveram adotar a Polícia Militar do estado do Rio Grande do Norte como uma nova família, e a partir daí passar a serem guardiões da segurança pública de Patu e da região. 

A turma de soldados do ano de 1988 foi a segunda (a primeira foi a de 1987) e a última turma de soldados formada na Companhia de Polícia Militar de Patu, e que fez e ainda está fazendo a diferença na segurança pública de Patu e da região, pois se não fosse esses policiais formados aqui, a situação do efetivo estava ainda mais crítica.

Naquela época o comandante da PM tinha a visão acertada de que a formação regionalizada mantinha o efetivo no local de origem após o término do curso, o que não acontece hoje. Mas vale salientar que o concurso regionalizado não é mais possível porque a constituição não permite. 

A turma de Soldados de 1988 teve início com 46 homens, sendo que durante o curso um foi desligado, concluindo 45 soldados, sendo que (se não me engano) 15 foram transferidos para a Companhia de Alexandria, permanecendo em Patu e na região 30 novos soldados, e desses apenas 10 ainda permanecem na ativa servindo em Patu e Pelotões e Destacamentos da Companhia.

Ainda permanecem na ativa e servindo na Companhia de Patu o Subtenente VIEIRA, os 2º Sargentos ELIÉZIO e LINDOBERG, os 3º Sargentos ADONIAS e CRISTIANO e os Cabos ARIONE, ALBERTO, ALMEIDA, INÁCIO e RODRIGUES.

Alguns companheiros passaram a servir em outras unidades policias, como é o caso do 1º Sargento Azevedo, que atualmente está lotado na Companhia de Alexandria, a grande maioria já passaram para a reserva remunerada ou foram reformados, outros foram excluídos da corporação e alguns faleceram. 

Este blogueiro, que com muito orgulho faz parte da família policial militar, e em especial da turma de soldados de 1988, parabeniza a todos por esse momento especial, pelos 27 anos de labuta, numa profissão tão difícil e cada vez mais perigosa, pois a sociedade sofre com a escalada da violência e nós sofremos muito mais, por sermos atingidos mais diretamente por essa violência desenfreada, e por muitas vezes não podermos evitar atos de violência nas comunidades onde servimos. 

PARABÉNS A TODOS!
QUE DEUS NOS ABENÇOE E NOS PROTEJA PARA QUE POSSAMOS COMPLETAR A NOSSA MISSÃO COM ÊXITO.


*PatuNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TERRAS POTIGUARES NEWS

TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 16 BLOGS E 1478 LINKS - MOSSORÓ-RN, 28 DE DEZEMBRO DE 2008

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

Quem sou eu

Minha foto
Marilia Jullyetth Bezerra das Chagas, natural de Apodi-RN, nascida a XXIX - XI - MXM, filha de José Maria das Chagas e de Maria Eliete Bezerra das Chagas, com dois irmãos: JOTAEMESHON WHAKYSHON e JOTA JÚNIOR. ja residi nas seguintes cidades: FELIPE GUERRA, ITAÚ, RODOLFO FERNANDES, GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO e atual na cidade de Apodi. Minha primeira escola foi a Creche Municipal de Rodolfo Fernandes, em 1985, posteriormente estudei em Governador Dix-sept Rosado, na no CAIC de Apodi, Escola Estadual Ferreira Pinto em Apodi, na Escola Municipal Lourdes Mota. Conclui o ensino Médio na Escola Estadual Professor Antonio Dantas, em Apodi. No dia 4 de abril comecei o Ensino Superior, no Campus da Universidade Fderal do Rio Grande do Norte, no Campus Central, no curso de Ciências Econômicas. Gosto de estudar e de escrever. Amo a minha querida terra Apodi, porém, existem muitas coisas erradas em nossa cidade, e parece-me que quase ninguém toma a iniciativa de coibir tais erros. Quem perde é a população.